Como pagar menos impostos

//Como pagar menos impostos

Como pagar menos impostos

By |2018-09-28T09:52:40+00:004 setembro, 2018|

Como sua empresa pode pagar menos impostos de forma legal

Com o final do ano se aproximando, é hora de sua contabilidade analisar um retrospecto dos últimos exercícios e verificar se o regime tributário de sua empresa está de acordo ou se você pode pagar menos impostos.

Você irá saber nesse artigo sobre como isso é possível e se sua empresa está no regime tributário correto.

Quando mudar de regime de tributação

O regime de tributação das micro e pequenas empresas pode ser alterado anualmente e essa escolha deve ocorrer sempre no mês de janeiro de cada ano.

Uma vez escolhido deverá ser cumprido integralmente, ou seja, se em janeiro sua empresa optou pelo Lucro Presumido, deverá permanecer nele até dezembro e não será possível mudar durante o ano, somente em janeiro do próximo ano.

Simples Nacional nem sempre é a melhor opção

Não é porque você tem uma microempresa que precisa ser enquadrada no Simples Nacional. As micro e pequenas empresas também podem optar pelo Lucro Real ou Presumido e resultar numa grande economia.

Todo regime de tributação tem lá suas vantagens e desvantagens.

O Simples Nacional trabalha com uma alíquota única, que é determinada de acordo com a atividade da empresa e pela faixa de faturamento anual e que abrange todos os impostos sobre as vendas.

Já o Lucro Presumido também trabalha com uma alíquota fixa, determinada de acordo com o ramo de atividade da empresa e não abrange todos os impostos sobre as vendas, o ISSQN e o ICMS são pagos separadamente.

O Lucro Real é semelhante ao Lucro Presumido sendo que alguns impostos são pagos somente sobre o lucro líquido.

Então o Lucro Real é mais vantajoso? Nem sempre. Aliás, em grande parte dos casos a resposta é não.

Como é permitido o aproveitamento de créditos e alguns impostos são calculados somente sobre o lucro líquido, as alíquotas são mais altas, eu diria muito mais altas.

Como saber o melhor regime de tributação

Para que você analise qual o melhor regime de tributação para sua empresa e se é possível pagar menos impostos de forma legal, vou mencionar 3 pontos fortes que devem ser considerados:

  • Qual a margem de lucro dos produtos ou serviços que você vende
  • Se sua atividade permitir a opção pelo Simples Nacional, qual será o anexo a ser tributado
  • Qual o valor da folha de pagamento dos sócios e empregados

Claro, existem outras análises mais técnicas que devem ser feitas pela contabilidade, mas essas são algumas questões básicas, para que você entenda um pouco sobre a escolha do regime de tributação.

Um exemplo prático

Caso sua empresa seja somente de serviços, sugiro que você faça uma comparação Lucro Presumido x Simples Nacional.

Infelizmente, tem muito contador preguiçoso que não quer trabalho, então ele “joga” o cliente no Simples Nacional porque é melhor pra ele, pro contador.

Mas provar com números que o Simples Nacional nem sempre é interessante para uma empresa de serviços, e para isso vou usar de exemplo uma atividade muito comum: representação comercial.

Então, digamos que você seja um representante comercial, não tem funcionários e mensalmente tem uma média de faturamento de R$ 20.000,00, que representa R$ 240.000,00 anuais.

No Simples Nacional, você será tributado pelo Anexo V e terá uma alíquota de 16,13% sobre o seu faturamento, vamos aos cálculos:

Comissões no mês = R$ 20.000,00 x 16,13% = R$ 3.226,00

O INSS mensal sobre a retirada de um salário mínimo será de R$ 104,94

Então no Simples Nacional, o valor total no mês será de R$ 3.330,94

Agora, a mesma empresa com o mesmo faturamento se optar pelo Lucro Presumido, teremos:

ISSQN (Belo Horizonte) = R$ 20.000,00 x 2,50% = R$ 500,00

Tributos Federais (PIS,COFINS,IRPJ,CSLL) = R$ 20.000,00 x 11,33% = R$ 2.266,00

O INSS mensal sobre a retirada de um salário mínimo será de R$ 295,74

Logo, no Lucro Presumido o valor total no mês será de R$ 3.061,74

Isso representa uma economia de R$ 269,20 por mês, equivalente a R$ 3.230,40 por ano.

Concluindo, uma assessoria contábil competente irá fazer um bom planejamento tributário de acordo com as particularidades de cada empresa e determinar qual o melhor regime tributário para esta empresa.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: