Tudo que você e sua empresa precisam saber

Começar a sua jornada como empreendedor requer muita dedicação e persistência para enfrentar os desafios e burocracias que virão pela frente.

E neste artigo, vamos abordar sobre tudo que você precisa saber antes mesmo de dar os primeiros passos com o seu negócio.

Quem nunca ouviu o famoso ditado: “Aprenda com os erros dos outros”.

O que quero dizer é que vale muito aprender com lições e vivências de outros empreendedores para evitar de cometer os mesmos erros.

A criação de um negócio até a chegada ao sucesso será diferente para cada empreendedor. Porém, há ensinamentos que podemos levar para qualquer realidade e evitar grandes dores de cabeça.

Aqui, você encontrará 9 dicas que podem servir de base para você e sua empresa já começarem um pouco a frente.

Vamos lá?

1. A prioridade deve ser a sua empresa

O sucesso virá da habilidade que você tem de administrar o seu próprio negócio.

Afinal, o que quero dizer com isso?

De forma mais clara, você gastará 20% do seu tempo fazendo o que realmente ama, e os outros 80% ficam para cuidar do marketing, administrar, vender, criar estratégia e quando sobrar um tempo você ainda terá que responder e-mails e contatos.

A sobrevivência e a evolução da sua empresa dependem de forma direta da rapidez com que adota o papel de empreendedor e o coloca em primeiro lugar antes mesmo do papel pelo qual decidiu empreender.

2. Empreender é um estilo de vida

O empreendedorismo é como um casamento, e sem dúvida alguma vai mudar a sua vida.

Nessa jornada ao sucesso, você será confrontado pelos seus medos, inseguranças, procrastinações, limitações, justificativas e gerenciamento de tempo ineficiente.

O padrão que você mantinha no mercado de trabalho era bom o suficiente e as vezes até fora da curva, porém, serão necessárias ainda mais dedicação e persistência para administrar e evoluir o seu negócio.

3. Ficar sem dinheiro é uma parte comum da jornada

Você não espera por isso, mesmo porque você se planejou de acordo, focou no longo prazo e fez as economias necessárias para se manter.

Porém, um dia pode acontecer, ou melhor, vai acontecer.

É comum para grandes, médios e pequenos empresários em todos os ramos possíveis.

Mas existe uma diferença entre quem desiste e quem consegue superar esses pequenos e grandes obstáculos que aparecem: A persistência.

Aqueles que superam, acordam no dia seguinte, desenvolvem uma proposta ou uma oferta, respondem os e-mails e contatos e finalizam o dia concluindo todas as funções necessárias para manter a empresa nos trilhos.

Já aqueles que desistem, simplesmente se definham em medos e inseguranças, fecham a empresa e voltam a entregar currículo.

4. Gaste menos tempo pesquisando, mais tempo fazendo

Pesquisar e estudar é uma parte importantíssima de todo processo, isso é inegável.

Porém, é necessário colocar os estudos em prática. Afinal, somente a prática te dará clareza e resultados.

Para isso bloqueie as distrações, desligue o telefone, notificações dos e-mails e saia das redes sociais.

Defina um tempo plausível para essa atividade e faça o que tem que fazer, tome medidas inspiradas que pareçam tangíveis e mensuráveis.

5. Não tenha sócios: caso tenha que sejam dedicados como você

Faça uma análise cuidadosa e qualifique a pessoa com quem planeja criar uma sociedade.

A minha dica seria: não faça negócios com amigos. Mas se for fazer, tome todos os cuidados necessários e desenvolva a princípio, um contrato. Não pule essa etapa!

Estipule os ganhos financeiros inicialmente e o prazo para volta do investimento com antecedência, para que ambos tenham a liberdade de se desprender do projeto caso não seja interessante para um dos lados.

É importante também que vocês tenham uma estratégia de transição, e para garantir a tranquilidade de todos, esboce tal estratégia no desenvolver do contrato.

Isso pode acontecer e caso aconteça, um dos sócios pode dar continuidade ao projeto sem maiores problemas.