O e-commerce e todo universo de vendas pela internet passou por diversas transformações nos últimos anos, principalmente durante a pandemia do Covid-19.

Um tipo de serviço que até então era ofertado pelo Mercado Livre e OLX, passou a ser praticado por diversas lojas.

Com tudo isso, de uma forma mais profissional e controlada, deu-se início ao Marketplace, que funciona como um shopping online.

Desde então, para que todo processo seja mais acessível, mais seguro e também melhor controlado, diversas empresas se especializaram neste setor e para ofertar produtos nas grandes lojas, é necessário cumprir estar atento a algumas regras.

O que preciso para iniciar no Marketplace?

Antes de mais nada, você precisa definir o nicho, em outras palavras, qual será seu ramo de atuação, o que você vai vender.

Eletrônicos? Utensílios? Equipamentos automotivos? Não importa, temos demanda para tudo.

É importante ter em mente que para uma operação de venda bem-sucedida é preciso uma comunicação clara de informações durante todo o processo e tudo começa em uma cadeia que vai desde o atendimento, disponibilidade do produto e entrega.

Para que tudo corra bem, são oferecidos serviços que facilitam várias ações, como: criação do catálogo de produtos, integração de sistemas, coordenação no processo de atendimento ao cliente, emissão de notas fiscais, integração com serviços de logística e todo o processo de pagamento.

Para iniciarmos então, essas são as regras básicas de uma operação bem feita.